MPF aponta que o PP desviou R$ 358 milhões da Petrobras

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o esquema de corrupção sustentado pelo Partido Progressista desviou R$ 358 milhões, entre 2006 e 2014. São 161 atos de corrupção em 34 contratos, 123 aditivos contratuais e quatro transações extrajudiciais. O esquema tinha como principais operadores o ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef. O balanço está descrito na denúncia contra o deputado Nelson Meurer, do PP do Paraná, oferecida ao Supremo Tribunal Federal.

Segundo a acusação formal do Ministério Público, doações oficiais à legenda ocultaram propina. Segundo o procurador geral da República, o doleiro Alberto Youssef foi a peça-chave na organização dos desvios. Ao menos 62 milhões de reais do montante pago por empreiteiras ficaram ocultos em contas de empresas de fachada e de firmas que forneciam notas frias para o doleiro.

FONTE: RÁDIO GAUCHA

voltar
© Copyright 2019