Municípios aceitam proposta para participar das definições do distanciamento controlado no RS

A Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs) e as associações aceitaram a proposta de gestão compartilhada do distanciamento controlado, para definir os protocolos a serem implementados pelos municípios, juntamente com o governo do estado.

O novo modelo deve ser oficializado pelo Palácio Piratini, nos próximos dias. O governador Eduardo Leite e representantes das entidades representativas dos municípios se reuniram pela manhã, para avaliar a proposta do governo.

Pelo novo modelo, os municípios poderão aderir aos protocolos definidos pelo estado, que continuará elaborando o mapa e atribuindo as bandeiras de acordo com os indicadores que avaliam a disseminação da doença e a capacidade hospitalar de cada uma das chamadas regiões Covid.

Ou poderão definir protocolos específicos para cada setor econômico, de acordo com suas peculiaridades. Para isso, deverão criar comitês técnicos, para elaborar a justificativa.

De acordo com a Famurs, os protocolos da região podem ser menos restritivos do que a bandeira vigente, mas não menos restritivos ou equivalentes ao da bandeira de risco inferior. Cada região precisará ter unanimidade na substituição dos protocolos.

primeira proposta de participação na gestão do distanciamento controlado encaminhada pelo governo havia sido negada pela Famurs e municípios. De acordo com essa proposição, as prefeituras definiriam de forma autônoma se adeririam ou não aos protocolos.

Pelo mapa de distanciamento controlado vigente a partir desta terça-feira (4), seis regiões estão sob as regras da bandeira vermelha, e 14, da bandeira laranja.

voltar
© Copyright 2019