Municípios do RS sofrem com impactos provocados pela chuva, e alerta de cheias permanece

Cerca de 30 cidades foram afetadas pelas chuvas e as cheias dos rios no RS — Foto: Reprodução/RBS TV

A chuva que atingiu o Rio Grande do Sul na última semana causou alagamentos e estragos em 30 cidades do estado. Conforme o boletim da Defesa Civil, divulgado às 17h desta segunda-feira (13), 3.899 pessoas estão fora de casa.

Os bombeiros de Cachoeira do Sul, a Marinha e os mergulhadores de Porto Alegre reiniciaram nesta segunda as buscas pelo homem que desapareceu na quinta (9) no Rio Jacuí, em Cachoeira do Sul.

Em Roca Salles, no Vale do Taquari, mais de 1 mil pessoas estão desalojadas e precisaram ir para a casa de amigos e familiares. Outras 45 estão desabrigadas e foram realocadas pelo poder público.

“Chega no esgoto, aí começa a subir, subir, entra nas casas. Começamos a chorar, não tinha o que fazer”, lamenta o menino Vitor Gabriel Chaves, de 11 anos.

Ângela Maria Vargas morava com o marido e os dois filhos em uma casa que foi interditada pela Defesa Civil por risco de desabamento. “Horrível. Bem dizer em uma hora ela levou tudo o que tinha”, conta a dona de casa.

Em Porto Alegre, a Defesa Civil emitiu nesta segunda um alerta de cheia que vai até quarta (15). Isso porque o Guaíba ainda está recebendo água dos rios que transbordaram. No momento, o lago está um metro acima do nível normal.

“Que as pessoas mantenham a situação de atenção, procurem se manter alertas, fora da região de inundação”, afirma o coordenador de operação da Defesa Civil, César Augusto Silva Franke.

Duas pessoas morreram em decorrência das fortes chuvas. Em Colinas, Nestor Mazzarolo, de 73 anos, tentava chegar a uma propriedade em Linha Santo Antônio, no interior do município, quando desapareceu na enchente que atingiu a ERS-129. Ele foi encontrado, na quinta (9), dentro do carro.

Em Caxias do Sul, Geisson Maximo Vitz, 34 anos, morreu após um deslizamento de terra.

Alerta de cheias

A Secretaria Estadual do Meio Ambiente divulgou às 18h um boletim com a situação das principais bacias do RS. Os rios Taquari e Caí seguem medindo cotas acima do limiar de inundação nos seus pontos mais baixos, mas já estão estabilizando.

A condição de alerta segue indicada para as bacias Ijuí, Pardo, Taquari-Antas, Caí, Sinos, Gravataí, Baixo Jacuí, Lago Guaíba e para o rio Uruguai, sobretudo no médio e baixo Uruguai. Veja as condições atualizadas:

  • Rio Uruguai na estação Passo São Borja: 8,20m (normal: ~2,5m; Cota de Alerta da CPRM: 8m): em declínio mas ainda em alerta
  • Rio Uruguai na estação Uruguaiana: 7,82m estável (Normal: ~3m; Cota de Alerta da CPRM 7,5).
  • Rio das Antas na estação Linha José Júlio: 12,14m (Normal: ~2m) – Em declínio nas últimas medições.
  • Rio Taquari na estação Muçum: 13,06m (Normal: ~2m) – Em declínio, acima da cota e alerta
  • Rio Taquari na estação Encantado 11,84 (Normal:~2m)- Em declínio mas acima da cota de inundação
  • Rio Taquari na estação Estrela: 21,71m (Normal: ~12,5m) – Em declínio mas acima da cota de inundação
  • Rio Caí na estação Barca do Cai: 10,36m (Normal ~2,0m) – últimas medições em declínio
  • Rio Caí na estação Montenegro: 6,55 m (Normal ~1,5m) – últimas medições estáveis
  • Rio dos Sinos na estação Campo Bom: 6,86m (Normal ~2m) – Apresentando lento declínio neste ponto.
  • Rio dos Sinos em São Leopoldo: 4,97m (Normal ~2m) – Apresentando lento declínio neste ponto.
  • Rio Gravataí na estação Passo das Canoas: 4,91m (Normal ~2m) – Praticamente estável nesta estação.
  • Rio Ijuí na estação PCH RS-155 Jusante: 5,87 m dado atualizado às 6am(Normal: ~1,5m) – Já estável nesta estação.
  • Rio Ijuí estação UHE São José Montante: 6,13m (Normal: ~ 2m). Em declínio
  • Guaíba na estação Caís Mauá: 2,31m (Normal: 1,2m) – Novamente apresentando uma pequena elevação. Em função das altas vazões vindas do Região Hidrográfica do Guaíba o prognóstico do Guaíba requer muita cautela.
  • Rio Jacuí na estação UHE Dona Francisca Jusante: 4,17m (Normal: 3m). Novamente o rio apresenta uma elevação neste ponto.
  • Rio Jacuí na estação Passo São Lourenço: 4,22m (normal: ~3,5m). Nesta estação localizada nas proximidades de Cachoeira do Sul, o Jacuí já se encontra em declínio.
G1 RS
voltar
© Copyright 2019