Negociação entre governo do Estado e professores termina sem acordo

Uma semana após o início da greve dos professores estaduais, uma reunião foi realizada entre representantes do governo gaúcho e dos docentes. No entanto, o encontro, que durou cerca de 90 minutos na tarde desta segunda-feira (23), acabou sem acordo.

"Não tivemos nenhum avanço na proposta salarial. Vamos aguardar uma nova reunião para o governo nos apresentar as propostas assinadas no papel", relata a presidente do Cpers-Sindicato, Helenir Schürer.

Além do secretário estadual da Educação, Vieira da Cunha, o encontro teve a presença do secretário-adjunto da Fazenda, Luiz Antônio Bins. Coube a ele apresentar aos docentes a situação das finanças do Estado, embasando a negativa de reajuste salarial.

"A equipe da Fazenda apresentou a inviabilidade de qualquer reajuste. Todo mundo sabe que o Estado sequer consegue pagar em dia a sua folha", destaca Vieira.

Os professores pedem ainda a retirada da Assembleia Legislativa de um projeto de lei que autoriza a participação de organizações sociais no ambiente escolar. Não houve acordo nesse item.

Uma nova reunião está marcada para o dia 31 de maio. Até lá, a expectativa é de que não haja alterações em relação movimento grevista.

GAÚCHA
 
voltar
© Copyright 2019