Nível dos rios estabiliza, mas 1.653 famílias seguem fora de casa no RS

Apesar do nível dos rios ter estabilizado, 1.653 famílias seguem fora de casa devido às cheias na Fronteira Oeste. Nesta quarta-feira (30), mais seis cidades decretaram situação de emergência, subindo o número de 17 para 22. 

As novas cidades com decretos são Cândido Godói, Gramado dos Loureiros, Guarani das Missões, Liberato Salzano, Não-Me-Toque e Nonoai. O município de Liberato Salzano, no Norte do Estado, teve homologação do decreto, que passará agora para análise do Ministério Nacional da Integração. 

Mais de 2,3 mil famílias de 43 municípios foram prejudicadas pela chuva intensa nos últimos dias. A Defesa Civil segue em localidades como Uruguaiana, Quaraí, Barra do Quaraí e Alegrete entregando kits de ajuda humanitária.

Bloqueios em rodovias

Quatro rodovias apresentam restrições em função da chuva. No km 385 da BR-153, em Cachoeira do Sul, na Região Central, há bloqueio total. A força da chuva neste trecho derrubou a cabeceira da ponte. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) espera a redução do nível das águas para avaliar o trecho. A via é o principal acesso a Cachoeira do Sul. Com a interdição, motoristas devem acessar o município pela RS-287. 

Em São Luiz Gonzaga, nas Missões, o km 91 da RS-168 está totalmente bloqueado em razão da cheia do Arroio Pirajú, que danificou a estrutura da ponte. Na RS-806, em Alegrete, a ponte sobre o Rio Caverá está interditada. Apenas veículos com peso abaixo de 4 toneladas podem passar. O desvio pode ser feito pela BR-290.

Em São Francisco de Assis, há bloqueio parcial no km 341 da RS-377, em direção à cidade, em razão de erosão no acostamento.

voltar
© Copyright 2019