Nome de Eike Batista é incluído em lista de foragidos da Interpol

O nome do empresário Eike Batista foi incluído na lista de difusão vermelha da Interpol e, com isso, ele é formalmente considerado foragido da Justiça. Eike teve a prisão decretada pela Justiça nesta quinta-feira (26), no âmbito da Operação Eficiência.

Com a inclusão na listagem, o empresário pode ser preso por qualquer força policial do país em que esteja. As informações são do portal G1.

Mais cedo, o advogado de Eike afirmou que seu cliente pretende se entregar à Justiça o mais breve possível. Fernando Martins informou que o empresário está em Nova York, nos Estados Unidos, onde participa de reuniões de negócio.

Operação Eficiência

Nesta quinta, a Justiça expediu mandado de prisão preventiva contra Eike e mais oito pessoas acusadas de desvio de dinheiro de obras públicas, corrupção ativa, passiva e organização criminosa. Entre as prisões, está a do ex-governador Sérgio Cabral, que já está detido no Complexo Penitenciário de Gericinó, no Rio. Policiais federais também cumpriram mandado de busca e apreensão na casa do empresário.

A defesa de Eike ainda não se posicionou sobre as acusações do MPF, que motivaram o pedido de prisão. O advogado também afirmou que os documentos estão sendo analisados e que um posicionamento deve ser emitido por meio de nota à imprensa, até o fim do dia.

O mandado de prisão está incluído na Operação Eficiência, que é desdobramento da Operação Calicute. As investigações fazem parte da força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro.

GAÚCHA

 
voltar
© Copyright 2019