Onda de calor segue castigando o RS neste sábado

A onda de calor segue castigando Porto Alegre e o Rio Grande do Sul neste sábado. Na Capital, os termômetros de rua marcavam temperaturas acima dos 35°C após o meio-dia. Mesmo com a alta temperatura, muitas pessoas aproveitaram a manhã e o começo da tarde para praticar esportes e passear, com garrafas d’água do lado para não se desidratarem. O sol forte, no entanto, deve anteceder uma pancada de chuva na cidade, de acordo com a Metsul Meteorologia.

A onda de calor que atinge o Rio Grande do Sul está sob a influência de uma massa de ar quente. Entretanto, as máximas – ainda que próximas aos 40°C no Estado – serão menos elevadas do que dessa sexta-feira. “A gente não deve ter extremos dos últimos dias, em função da umidade que traz nuvens pela tarde e faz com que no termômetro a temperatura não chegue a valores tão altos”, destaca a meteorologista Estael Sias.

No final do dia, em diversas cidades, nuvens aparecem e pancadas de chuva acontecem. Em alguns locais, a precipitação pode ser torrencial e acompanhada de vendavais e granizo. A sensação, em todo o RS, é de muito abafamento. No Oeste gaúcho, a madrugada inteira deve girar em torno dos 30°C, projeta a Metsul.

A sexta no RS foi de recorde de temperaturas. A região da Campanha registrou 41,7ºC na estação convencional do Instituto Nacional de Meteorologia em Bagé. É recorde absoluto desde que tiveram início as medições em 1912, superando os registros de 41,1ºC de 28/12/2019, 41,0ºC de 1º/1/1943 e 40,1ºC em 1º/2/1979 e 14/03/2020.

Litoral Norte 

Com forte céu e céu azul, as praias ficaram lotadas hoje no Litoral Norte. Muitos apenas pegavam sol, outros se banhavam, mas não faltaram o futebol de areia e o chimarrão. O calçadão também estava movimentado, com pessoas caminhando ou pedalando. Sem vento, o mar estava calmo, e a água um pouco gelada no primeiro momento. “É só a sensação inicial. Depois que a gente entra no mar, essa sensação de frio passa, e fica muito bom”, disse pela manhã a porto-alegrense Débora Nicholas, que chegou em Imbé.

 Movimento hoje em Beira da praia em Imbé | Foto: Alina Souza 

voltar
© Copyright 2019