Operação de combate à violência contra a mulher no RS termina com 14 presos

A Operação Vênus, deflagrada nesta quinta-feira (5) para combater a violência contra a mulher no Rio Grande do Sul, terminou com 14 homens presos em todo o estado. Foram cumpridos 75 mandados de busca e apreensão. Nove homens tiveram prisão preventiva decretada, três foram presos em flagrante e outros dois, que estavam condenados e eram considerados foragidos, foram capturados.

As prisões aconteceram em Alvorada, Canoas, Caxias do Sul, Gravataí, Lajeado, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, Santo Ângelo e Viamão.

“Foi um sucesso. Uma das maiores operações conjuntas e com repercussão excelente”, definiu a delegada Tatiana Bastos, comandante da ação na capital.

Veja os números da Operação Vênus:

Operação Vênus

Cidade Crimes Busca e apreensão Prisão em flagrante Prisão preventiva Armas apreendidas
Alvorada Violência doméstica 3 0 1 0
Bagé Descumprimento de medida 0 0 0 0
Bento Gonçalves Violência doméstica e crimes sexuais 4 0 0 0
Canoas Violência doméstica 2 1 0 0
Caxias do Sul Violência doméstica 2 0 1 0
Cruz Alta Ameaça e lesão corporal 4 0 0 2
Erechim Violência doméstica e familiar 4 0 0 0
Gravataí Ameaça e descumprimento de medida protetiva 2 1 1 0
Ijuí Violência doméstica 4 0 0 0
Lajeado Crimes sexuais contra adolescentes e Lei Maria da Penha 0 0 2 0
Montenegro Violência doméstica 0 0 0 0
Novo Hamburgo Violência doméstica 1 0 0 0
Passo Fundo Violência doméstica 4 0 0 0
Pelotas Violência doméstica e prevenção ao feminicídio 8 0 2 2
Porto Alegre Violência doméstica 20 0 2 6
Rio Grande Violência doméstica e familiar 5 0 0 0
Santa Cruz Violência doméstica 0 0 0 0
Santa Maria Mandado de prisão 0 0 1 0
Santa Rosa Violência doméstica e exploração sexual 3 0 0 0
Santo Ângelo Lesão corporal, ameaças e maus tratos 3 0 1 0
Uruguaiana Verificação de medidas protetivas de urgência 0 0 0 0
Viamão Violência doméstica 6 1 0 4
TOTAL 75 3 11 14

A ação contou com a participação das 22 Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs) do estado. Os agentes verificaram 194 denúncias de violência doméstica e 51 medidas protetivas de urgência.

“A maioria dessas denúncias é anônima. Por isso, realizamos a verificação do disque-denúncia, monitoramento de medidas protetivas de urgência, para apurar se esses fatos estão realmente acontecendo”, acrescenta a delegada.

Outra preocupação era verificar o porte de armas por parte dos agressores. Na ação, 14 armas foram apreendidas em Porto Alegre, Viamão, Cruz Alta e Pelotas.

voltar
© Copyright 2019