Polícia prende quarta suspeita de envolvimento no sequestro de médica em Erechim

A Polícia Civil prendeu temporariamente mais uma mulher, nesta quinta-feira (22), suspeita de envolvimento no sequestro da médica Tamires Gemelli Silva Mignoni, na sexta-feira (16), em Erechim, no Norte estado.

A mulher foi trazida do Paraná para o Rio Grande do Sul e, no início da noite, prestava depoimento na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Segundo a delegada Diana Casarin Zanatta, a suspeita é companheira de um vigilante de banco que estava em licença-saúde e é apontado como o responsável pelo sequestro junto a outra mulher, uma dona de casa que cuidou do cativeiro. Ainda foi detido um taxista que teria ajudado nos deslocamentos.

“Dessas quatro, dois são o casal principal, que fez o arrebatamento da médica. Serão mantidos presos em Erechim. A ordem judicial é daqui. Os outros estão sendo ouvidos e há chances de serem liberados”, explica a delegada.

A Polícia Civil prendeu temporariamente mais uma mulher, nesta quinta-feira (22), suspeita de envolvimento no sequestro da médica Tamires Gemelli Silva Mignoni, na sexta-feira (16), em Erechim, no Norte estado.

A mulher foi trazida do Paraná para o Rio Grande do Sul e, no início da noite, prestava depoimento na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

Segundo a delegada Diana Casarin Zanatta, a suspeita é companheira de um vigilante de banco que estava em licença-saúde e é apontado como o responsável pelo sequestro junto a outra mulher, uma dona de casa que cuidou do cativeiro. Ainda foi detido um taxista que teria ajudado nos deslocamentos.

“Dessas quatro, dois são o casal principal, que fez o arrebatamento da médica. Serão mantidos presos em Erechim. A ordem judicial é daqui. Os outros estão sendo ouvidos e há chances de serem liberados”, explica a delegada.

G1 RS

voltar
© Copyright 2019