Policiamento ostensivo no RS ganha reforço de 159 policiais militares

Foram formados nesta quinta-feira (29) 159 novos policiais militares que já passam a atuar a partir desta sexta (30) no policiamento ostensivo nas ruas de Porto Alegre e de cidades da Região Metropolitana do Rio Grande do Sul. Durante a cerimônia, o secretário de Segurança Pública do estado, Cezar Schirmer, também anunciou a vinda de recursos federais que serão usados na construção de presídios.

Dos 159 formandos, 124 são homens e 35 mulheres. Esta é a primeira e única formatura de PMs neste ano. O número nem de perto repõe os 1.920 agentes que se aposentaram em 2016. Para o ano que vem, quase dois mil novos policiais militares podem ser formados, dependendo de sua aprovação na academia.

"Os policiais que estão se formando já vão se integrar aos efetivos de Porto Alegre e Região Metropolitana a fim de dinamizar as ações de polícia e auxiliar nessa época, quando o efetivo se desloca para o litoral. A conta de agentes não fecha, mas o que cabe a nós é fazer a gestão desse pessoal, aplicá-los no melhor local e da melhor forma, para que a polícia ostensiva seja vista pela comunidade", afirma o comandante-geral da Brigada Militar, Alfeu Freitas Moreira.A cerimônia de formatura dos PMs também foi marcada por vaias dos familiares presentes ao governador José Ivo Sartori. Em seu discurso, ele exaltou o trabalho da Brigada Militar.

"Não posso deixar de lembrar dos PMs que perderam a vida no exercício de suas funções. Nosso profundo respeito às famílias desses policiais que perderam seus filhos, pais, irmãos. Reconheço o esforço de todas as forças de segurança do Rio Grande do Sul que, mesmo com as dificuldades, têm cumprido seu papel com honra e dedicação. Tenho certeza que estamos fazendo o possível para voltar a investir em segurança. Vamos reforçar o time do bem, da paz. A sociedade confia em vocês", disse o governador.

RS pode receber verba federal para setor da segurança pública

Durante a solenidade, uma nova informação sobre a chegada de recursos federais para a área da segurança foi divulgada. O Rio Grande do Sul pode receber em breve cerca de R$ 70 milhões do Ministério da Justiça. Parte desse dinheiro seria usado para a construção de presídios em São Leopoldo e Rio Grande. Também há possibilidade de construção de uma cadeia em Cachoeirinha.O restante da verba será usada para reestruturar presídios que já existem.

"O início de construção de novas penitenciárias vai enfrentar o elo frágil do sistema de segurança pública, que são as prisões que hoje são depósitos de seres humanos e escola de criminalidade", disse Cezar Schirmer.

G1 RS

voltar
© Copyright 2019