Prefeitura de Ibirubá decreta toque de recolher após registrar aglomeração durante madrugada

G1

O fim de semana teve toque de recolher em Ibirubá, no Noroeste do estado. A prefeitura proibiu a circulação de moradores e de veículos na área urbana depois que dezenas de pessoas foram flagradas aglomeradas em frente a um bar, na Avenida General Osório, no centro da cidade.

Um morador registrou a movimentação com o celular. A aglomeração foi flagrada por volta das 3h de sexta-feira (23). O estabelecimento comercial vende bebidas alcoólicas e fica aberto 24 horas. O local foi interditado e o proprietário deve pagar uma multa de R$ 500, além de regularizar a situação na prefeitura.

Na manhã desta segunda-feira (26), a prefeitura irá avaliar a necessidade de renovar o decreto nos próximos fins de semana.

Um decreto do prefeito Abel Grave proíbe a circulação de pessoas e de veículos nas ruas da cidade da meia-noite de sábado às 5h de segunda-feira. As exceções são veículos das áreas da saúde, segurança, assistência social, transporte de cargas, táxis, funerárias e aplicativos.

“Devido aos atos em discordância com o que rege o decreto municipal em vigor, que prevê restrições principalmente quanto às aglomerações, o poder público municipal decidiu por colocar medidas mais restritivas até o dia 26 de outubro, aumentando ainda a fiscalização com reforço de efetivo. Lamentavelmente, a Prefeitura Municipal precisou intervir e fechar temporariamente um estabelecimento, que possui venda de bebidas 24h no centro da cidade, por não observar as medidas que constam no decreto em voga”, informou, a prefeitura, em nota.

A fiscalização foi intensificada neste período. Quer for flagrado descumprindo o decreto terá que pagar multa de R$ 500 até R$ 3 mil, em caso de reincidência. Em caso de estabelecimento comercial, além da multa, terá o alvará cassado.

A região de Cruz Alta, onde se localiza Ibirubá no mapa do distanciamento controlado, voltou a ficar em bandeira vermelha na versão preliminar divulgada na sexta-feira. Um dos motivos foi a superlotação nos leitos de UTI exclusivos para atendimento de pessoas com Covid-19, que também recebe pacientes de Ibirubá. O Hospital São Vicente de Paulo, referência na Região Noroeste para casos graves de coronavírus, estava com 10 leitos ocupados até as 17h45 deste domingo.De acordo com a Prefeitura de Ibirubá, são 18 óbitos e quase 1,3 mil casos confirmados de coronavírus na cidade.

G1 RS

voltar
© Copyright 2019