Presídios gaúchos são ‘salas do inferno’, classifica Schimer

O secretário da segurança do Rio Grande do Sul, Cezar Schimer, afirmou em entrevista ao programa Gaúcha Faixa Especial na noite deste domingo (4), que os presídios gaúchos podem ser comparados com "salas do inferno".

De acordo com Schirmer, a situação nos presídios gaúchos é delicada e que ainda não conseguiu visitar todos os locais no Rio Grande do Sul. Segundo ele, o principal problema que levou ao caos no sistema prisional gaúcho é o tráfico de drogas.

"As drogas são sempre o problema. As mortes, os homicídios, só acontecem em razão da droga, do tráfico, do consumo", afirmou.

Insegurança em Porto Alegre

Durante o programa, diversas mensagens chegaram pelo Whats App sobre a insegurança na Capital e no Rio Grande do Sul. Segundo Schirmer, os criminosos estão "seguros" em Porto Alegre, enquanto a população vive com medo.

"Nós estamos trabalhando para melhorar a segurança em Porto Alegre, que é o município que mais sente a insegurança no Estado", afirmou.

Concursos 

De acordo com o secretário, já há um acerto com o Piratini sobre o lançamento de um edital para concurso público para a Superintendência dos Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul (Susepe), que deve ser divulgado nos próximos dias.

"Estamos trabalhando em conjunto para anunciar o concurso na próxima semana", concluiu.

Presídio federal no RS

Conforme Schirmer, mais de um município demonstrou interesse de receber o presídio federal. Segundo ele, as negociações estão em andamento e não há detalhes sobre o atual estágio do processo.

"Como os servidores que trabalham nesses locais são federais e recebem um valor razoavelmente maior, as prefeituras estão demonstrando interesse em receber o presídio, mas não há nenhuma definição ainda", afirmou.

Presídio de Canoas

O secretario Schirmer reafirmou que 14 problemas impedem a abertura total do presídio de Canoas. Segundo ele, seis desses problemas são extremamente importantes e não podem ficar de lado para a abertura do local.

Centros de triagem

O Centro de triagem de Porto Alegre deverá estar pronto em 20 dias, segundo o secretario. Segundo ele, o local já está em construção. O espaço está localizado no Instituto Psiquiátrico Forense, na zona leste de Porto Alegre. O valor estimado da obra é de R$ 300 mil.

 

GAÚCHA

voltar
© Copyright 2019