Rio Grande do Sul dá início ao programa de troca de sementes da safrinha 2021/22

A Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Sul autorizou, nesta segunda-feira (29), as empresas fornecedoras para que deem início às entregas das sementes de milho e sorgo para o cultivo da safrinha 2021/2022. No total, 4,6 mil agricultores irão receber 14.087 sacas de sementes, sendo 4.508 sacas de milho híbrido convencional, 9.468 sacas de milho híbrido transgênico e 111 sacas de sorgo.

As sementes serão entregues em 142 municípios para 165 entidades por meio das quais os agricultores fizeram as reservas, tais como prefeituras, sindicatos e associações. O investimento do estado totaliza, nesta etapa, o valor de R$ 700 mil.

O Programa tem como objetivo fomentar o cultivo de milho e sorgo no estado, por meio da disponibilização de sementes de milho (híbridos convencionais e transgênicos) e sorgo destinadas à produção de grãos e/ou silagem para agricultores familiares.

“Um dos principais benefícios para os agricultores é o valor da semente que, além de padronizarmos em um custo abaixo do mercado devido ao volume de compra do Estado, também tem o subsídio de 28% que é dado aos agricultores, proporcionando a redução dos custos de produção da lavoura”, detalha o coordenador do programa, Jonas Wesz.

Na etapa da safra, cujas sementes foram entregues de julho a setembro, o Programa Troca-Troca de Sementes já disponibilizou 122,5 mil sacas de sementes de milho e sorgo para o atendimento de 43,6 mil agricultores familiares do Rio Grande do Sul. O investimento total do estado no Programa é de R$ 6,8 milhões em subsídios.

Canal Rural

voltar
© Copyright 2019