RS tem 26 municípios que não tiveram gastos com diárias para vereadores

O Rio Grande do Sul tem 26 municípios que não tiveram despesas de vereadores com diárias para viagens no ano passado, como mostra reportagem do RBS Notícias. Ao todo, os gastos em todo o estado ultrapassaram os R$ 16 milhões, de acordo com levantamento feito pelo Ministério Público de Contas (MPC) com o mapa das despesas em todo estado.Desde 2014, a Câmara Municipal de Sapucaia do Sul não gasta mais com diárias de viagens. A medida foi adotada depois de vários escândalos envolvendo o Legislativo da cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre, como a cassação de parlamentares que empregavam funcionários fantasmas. Agora, se algum dos 11 vereadores quiser fazer cursos fora do município, paga do próprio bolso.

"Nas poucas vezes que saímos, saímos com nosso próprio salário. Não é necessário diária e não aceitamos mais isso", diz o vereador Edson Portilho (PT). "Ou faz algum fundo, alguma coisa reserva dele. Tem que ser do próprio bolso, é mais logico", acrescentou.

O dinheiro que o vereador deixa de gastar com diárias ou sessões extraordinárias faz diferença na vida da comunidade. No ano passado, R$ 700 mil voltaram para os cofres da prefeitura de Sapucaia do Sul. Parte do dinheiro foi investida para equipar uma unidade básica de saúde.

A técnica em enfermagem Vitória Alves concorda com a medida. "Não há necessidade de eles saírem do município para poderem fazer curso, se pergunta que curso é, eles não sabem explicar", afirma.

O dinheiro que o vereador deixa de gastar com diárias ou sessões extraordinárias faz diferença na vida da comunidade. No ano passado, R$ 700 mil voltaram para os cofres da prefeitura de Sapucaia do Sul. Parte do dinheiro foi investida em uma unidade básica de saúde, para equipar o posto.

O relatório sobre as despesas de Câmaras Municipais com diárias é do Ministério Público de Contas e do Tribunal De Contas do Estado, e cada cidadão deve fiscalizar as prioridades nos gastos do seu município. "Esses dados estão disponíveis no site do Ministério Público de Contas. São dados do TCE. Ali tem toda a execução orçamentária e as despesas totais com Câmaras de Vereadores e diárias", diz o procurador-geral do MPC, Geraldo da Camino.

voltar
© Copyright 2019