São Luiz Gonzaga não espera pelo governo federal e dá reajuste de 31,23% aos professores

Seja qual for a decisão do presidente Jair Bolsonaro em relação ao piso do magistério, os professores municipais de São Luiz Gonzaga, nas Missões, não serão afetados. É que na última sexta-feira (14) o prefeito Sidney Brondani (PP) sancionou o reajuste salarial dos servidores municipais, estendido aos aposentados e pensionistas. A Lei nº 6.374/2022 estabelece aumento de 10,06% para o quadro geral de servidores da prefeitura e de 31,23% para o magistério público municipal, com base na Lei Federal nº 11.738/2008.

O acréscimo de 10,06% para o quadro geral repõe a inflação – baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) – de 2021. — No ano passado, atendendo à lei federal em virtude da pandemia, não foi possível realizar o reajuste salarial dos servidores municipais. A partir da folha de pagamento de janeiro de 2022, vamos repassar o índice de inflação ao quadro geral e manter o pagamento do piso do magistério — justificou Brondani.  A prefeitura também concedeu reajuste de 117,39% no vale-alimentação, que passou de R$ 460 para R$ 1 mil mensais. O novo valor será pago aos servidores efetivos, cargos em comissão e contratados temporários.

— Os últimos anos foram de dificuldade para diversos setores. Por meio desse aumento substancial do vale-alimentação, buscamos ofertar aos servidores municipais um maior auxílio para a aquisição de alimentos, incentivando também as vendas no comércio local — ressaltou o prefeito.

Fonte: GZH

voltar
© Copyright 2019