Senado rejeita pedido para acelerar votação de pacote anticorrupção

Por 44 votos contra 14, os senadores rejeitaram o pedido de urgência para votar o pacote de medidas anticorrupção. O requerimento de urgência foi apresentado nesta quarta-feira (30) pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que pretendia votar a matéria ainda hoje.

O pacote foi aprovado ontem pela Câmara dos Deputados. O ponto de maior polêmica, aprovado pelos parlamentares, é a previsão de crime de responsabilidade a juízes e a promotores.

 

O requerimento de urgência tinha sido apresentado por PMDB, PTC e PSD. Apesar da previsão de que dois senadores pudessem a falar em favor do pedido, nenhum parlamentar dos três partidos quis usar a palavra.

Indignados com a insistência, vários senadores acusaram o presidente da Casa de agir com abuso de autoridade.

Gaucha

voltar
© Copyright 2019