Sete deputados viajam ao Vaticano com despesas pagas pela Câmara

Em meio à crise financeira e aos discursos em defesa de ajuste fiscal, sete deputados da base do presidente Michel Temer viajam, nesta quinta-feira (17), para um evento da Igreja Católica no Vaticano. A comitiva é liderada pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que foi escolhido para representar o governo. Todos os parlamentares terão as despesas pagas pelo Legislativo.

Ao menos quatro deputados devem ser acompanhados por suas esposas na viagem, inclusive o presidente da Câmara. No entanto, os gastos em nome delas não serão pagos pelo Poder Público, segundo informou a assessoria de Maia.

A missão oficial prevê a participação na cerimônia de nomeação como cardeal do atual arcebispo da diocese de Brasília, dom Sérgio da Rocha. Além de Maia, embarcam os deputados Baleia Rossi (PMDB-SP), Antonio Imbassahy (PSDB-BA), Osmar Serraglio (PMDB-PR), Heráclito Fortes (PSB-PI), Mário Heringer (PDT-MG) e Hugo Motta (PMDB-PB).

A comitiva brasileira ainda deve encontrar o Papa Francisco. O retorno ao Brasil está previsto para segunda-feira (21).

A assessoria da presidência da Câmara informou que pretende divulgar o relatório de despesas da viagem em até 15 dias, após a prestação de contas dos parlamentares.

Gaucha

voltar
© Copyright 2019