Setor de aves do RS pede importação de milho para conter custos

A ração destinada às aves continua restrita no Rio Grande do Sul. Os criadores já sentem no bolso a alta nos custos com alimentação. Uma medida do setor para conter a situação é a importação de milho de outros países.

O presidente executivo da Associação Gaúcha de Avicultura (Asgav), José Eduardo dos Santos, explica que o cenário atual de custos elevados, em especial o milho, levam o setor a tomar determinadas atitudes.

“Estamos recebendo comunicados de indústrias e produtores sobre a redução da produção, o que, no futuro, pode resultar em uma diminuição de disponibilidade, dificuldade de abastecimento, diminuição de empregos, e outros”, explica.

Para lidar com a situação, a Associação mandou pleitos ao Ministério da Agricultura pedindo para retirar o Pis/Cofins da importação de milho e a liberação de importação de milho proveniente dos Estados Unidos.

“Não estamos pedindo situações eternas ou benefícios, apenas medidas de contingenciamento. É muito difícil suportar custos elevados por longos períodos de tempo em um setor que atende a população com alimentos de fácil acesso e produção em larga escala”, completa.

“Não queremos desestruturar o setor de grãos, porém estamos em uma situação que requer cuidado, atenção e medidas de contigenciamento”, conclui.

Canla Rural

voltar
© Copyright 2019