Sindicato médico prepara denúncia ao Procon sobre cursos de especialização

O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) pretende entregar nesta quinta-feira (19) ao Procon uma denúncia contra instituições que oferecem cursos de especialização em medicina. O objetivo é pedir providências devido à propaganda enganosa e à realização de cursos por empresas que não têm habilitação para dar a titulação aos participantes.

Segundo a denúncia, as instituições não estão de acordo com a legislação e com as normas do Ministério da Educação para realizar as especializações em áreas médicas. O Simers salienta que esses cursos não permitem ao estudante anunciar-se como especialista nem a registrar o título no Conselho Federal de Medicina (CFM).

O sindicato alerta para o aumento da oferta de especializações em empresas que não são vinculados às sociedades de especialidade ou à Comissão Nacional de Residência Médica. Desde 2016, esse tipo de curso provoca movimentações jurídicas por parte do Simers.

GAÚCHA

voltar
© Copyright 2019