Soja e automóveis puxam recorde nas exportações do Rio Grande do Sul

Os embarques do Rio Grande do Sul trouxeram boas notícias. Apesar da queda do dólar, o primeiro trimestre teve indicadores recordes na exportação gaúcha.

Segundo o balanço da Fundação de Economia e Estatística, foram exportados US$ 3,318 bilhões. São 18,1% a mais do que no mesmo período do ano passado.

E os preços do que foi embarcado também aumentaram, 4,3%. As receitas no primeiro trimestre voltaram a crescer após quatro anos e os preços, após dois anos.

O recorde histórico ficou para o volume exportado. O maior para um primeiro trimestre.

O maior crescimento de receita foi na soja em grãos. Recorde também. Um crescimento de 236% em valor exportado e de 195% em volume. Detalhe: 99,7% da soja embarcada pelo Rio Grande do Sul foi para a China.

– É resultado tanto da venda do estoque da safra passada, que parte dos produtores decidiu segurar, ficando à espera de preços mais competitivos, quanto da esperada supersafra, que já vem trazendo dificuldades de armazenagem para os produtores do Estado. – conta o pesquisador da FEE Tomás Torezani.

Outro destaque e que já vinha aparecendo nas pesquisas de desempenho da indústria do Rio Grande do Sul: os automóveis de passageiros. A exportação também teve recorde histórico para o primeiro trimestre. Foram embarcados 15,9 mil automóveis. Argentina e Chile são os destaques como compradores.

Carne em março

Já a venda externa de carne caiu em volume em março, salienta a FEE. Foi o mês que estourou a Operação Carne Fraca, da Polícia Federal. Os resultados por tipo de carne foram: -5,5% nas carnes de frango, -18,4% nas carnes suínas e -9,9% nas carnes bovinas.

voltar
© Copyright 2019