TRE e MP eleitoral voltam a exigir cassação de Sossella

O procurador regional eleitoral mandou nesta quarta-feira (25) mais um ofício à Assembleia Legislativa cobrando explicações sobre o caso envolvendo o deputado Gilmar Sossella, do PDT. Desta vez, Marcelo Beckhausen endereçou o documento ao presidente da casa, Edson Brum. Na terça-feira, o ofício pedindo explicações havia sido enviado ao procurador-geral da Assembleia. No novo ofício, Marcelo Beckhausen alerta para "em tese" prevaricação e desobediência  do presidente da casa por não cassar imediatamente o mandato do colega. Também nesta quarta-feira, o TRE enviou ofício ao Ministério Público Eleitoral reiterando o descumprimento da decisão.

Na sexta-feira passada, no dia da cassação de Sossella, a corte já havia enviado ofício ao legislativo comunicando da decisão. A Assembleia divulgou nota afirmando que acatou a decisão, mas que precisa cumprir a Constituição Federal e dar prazo para defesa de Sossella, mesmo que isso não mude a situação dele junto à Justiça Eleitoral. O pedetista tem até terça-feira para se defender, data em que Mesa Diretora vai cassar seu mandato. Nesse meio tempo, Sossella ainda tentará um recurso no Tribunal Superior Eleitoral para obter efeito suspensivo da decisão até o julgamento do mérito. O deputado foi condenado por crimes eleitorais durante a campanha. Segundo as investigações, ele coagia servidores na época em que era presidente da casa para fazer doações para sua campanha.

voltar
© Copyright 2019