Três vereadores eleitos são investigados por compra de votos e abuso de poder econômico em Ijuí

O Ministério Público Eleitoral de Ijuí está em fase de conclusão de um procedimento de investigação sobre compra de votos e abuso de poder econômico nas eleições municipais deste ano. Segundo a promotora Diolinda Hannusch, três vereadores eleitos neste ano são alvo da investigação do MP, que está em fase de conclusão. Já houve o processo de anexação do conjunto comprobatório e oitiva de testemunhas.

A previsão é de que o resultado das investigações seja remetido ao poder Judiciário, no máximo, após o recesso de fim de ano. Conforme esclareceu a promotora Diolinda, dois crimes distintos são investigados: compra de votos, quando o candidato troca um voto diretamente por um benefício, e o crime de abuso de poder econômico, situação na qual os candidatos oferecem benefícios indiretos aos potenciais eleitores, como jantares e outras situações.

Naturalmente, os nomes dos investigados não foram divulgados, mas a promotora informou que são, de fato, três parlamentares eleitos neste ano. Diolinda Hannusch também esclareceu que o termo de posse dos vereadores, que deve ser assinado no dia 1º de janeiro, não impede nem atrapalha possível sanção em caso da comprovação do cometimento de crime eleitoral.

Rádio Progresso de Ijuí

voltar
© Copyright 2019