Venda de veículos novos tem queda de 21,6% no Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul registra a maior queda nas vendas de veículos novos dos últimos dez anos. De janeiro a novembro, os negócios caíram 21,66% em relação ao mesmo período de 2015, como mostrou o RBS Notícias.



Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), hoje o Estado comercializa a metade do que vendia em 2012.  "As pessoas tem temor de se endividar, temor de financiar, temor de perder o emprego, enfim é um clima geral muito perturbador", observa o presidente da entidade, Fernando Esbroglio.Uma concessionária de Pelotas, no Sul do Rio Grande do Sul, amarga com redução nas vendas. No ano passado, a revenda chegou a negociar 80 carros por mês. Agora, não vende mais do que 40 veículos. 



Em Santa Maria, na Região Central do estado, as concessionárias estimam uma queda nas vendas de 27% de janeiro a novembro deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Entre os carros populares a queda chega a 42%.



"Nós temos muitas empresas públicas, onde o pessoal realmente tem salário mensal e ninguém está a fim de investir financiado então tem medo disso aí", observa o gerente de vendas Luziano Grellmann.



Nesta outra concessionária as vendas até cresceram este ano, mas a previsão é de um 2017 difícil. "As projeções que nós temos, passadas pelas montadora são de mercado igual ou até menor, se recuperando um pouco a partir de agosto do ano que vem", diz o gerente comercial Marion Garcia.



Para compras à vista, clientes conseguem descontos

Já a venda de carros de luxos permanece estável. Quem consegue pagar à vista pode conseguir desconto. O empresário Leopoldo Farias estima que economizou mais de R$ 5 mil. "Vale a pena pechinchar."



O professor Cristian Lopes também comprou um carro novo à vista. Ele observa que a valorização do modelo usado, praticamente com preço de tabela foi decisiva para fechar o negócio. "Ele cedeu e eu cedi e a gente chegou num acordo."

G1 RS

voltar
© Copyright 2019